segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Sinais da Volta de Cristo!

5 comentários:

“Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares". (Mateus 24:7)
Jesus prometeu aos Seus discípulos que Ele regressaria de novo. A Bíblia diz em João 14:1-3
“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.”
Os anjos prometeram que Jesus viria de novo. A Bíblia diz em Atos 1:10-11
“Estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles apareceram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que ficais aí olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi elevado para o céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.”
Como regressará Jesus? A Bíblia diz em Lucas 21:27
“Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória.”
Quantos o verão quando Ele vier? A Bíblia diz em Apocalipse 1:7
“Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.”
Que veremos e ouviremos quando Ele voltar? A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 4:16-17
“Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.”
Quão visível vai ser a Sua Vinda? A Bíblia diz em Mateus 24:27
“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem.”
Como nos preveniu Jesus para que não sejamos enganados sobre a Sua Segunda Vinda? A Bíblia diz em Mateus 24:23-26
“Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que de antemão vo-lo tenho dito. Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto; não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.”
Alguém sabe a hora exata da Sua vinda? A Bíblia diz em Mateus 24:36
“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai.”
Sabendo quão humano é adiar tudo, que nos diz Cristo que devemos fazer? A Bíblia diz em Mateus 24:42
“Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor.”
Como nos preveniu Jesus para que não sejamos surpreendidos por este acontecimento? A Bíblia diz em Lucas 21:34-36
“Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço. Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem.”
Porque que Jesus está demorando tanto? A Bíblia diz em 2 Pedro 3:8-9
“Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.”
Enquanto esperamos por Jesus, como devemos viver a nossa vida? A Bíblia diz em Tito 2:11-14
“Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras.”
Como estará o mundo quando Jesus regressar? A Bíblia diz em Mateus 24:37-39
“Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem.”
Será a Vinda de Cristo uma altura para recompensas? A Bíblia diz em Mateus 16:27
“Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras.” A Bíblia diz em Apocalipse 22:12 “Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda.”
Porque Jesus regressará? A Bíblia diz em Hebreus 9:28
“Assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.”
Na Segunda Vinda de Cristo, finalmente teremos a completa realidade da nossa salvação. A Bíblia diz em 1 Coríntios 1:7-8
“De maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual também vos confirmará até o fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.”

Os sinais da segunda vinda de Cristo

Jesus Cristo, depois de sua morte e ressurreição no ano 31 de nossa era, subiu aos céus prometendo que voltaria para destruir a maldade e instaurar seu reino onde a paz e a felicidade eternas serão estabelecidas. Será possível conhecer a data deste evento? O próprio Jesus responde, conforme comentamos anteriormente:
"Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai... Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa. Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis" (Mateus 24:36,43,44).
É por esta razão que não devemos nos deter em especulações quanto às datas, que Deus não revelou. Jesus nos disse que vigiemos, mas sem fixar uma data definida. Não podemos nos assegurar que Jesus regressará dentro de um, dois ou cinco anos, nem tampouco devemos atrasar sua vinda dizendo que talvez não se produza nem em dez, nem em vinte anos.

Contudo é claro que nenhum ser humano sabe o momento exato da vinda de Cristo, Deus o sabe e não permitirá que este acontecimento chegue sem aviso para aqueles que o estejam esperando:
"Porque vós mesmos sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite. Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele Dia vos surpreenda como ladrão" (1 Tessalonicenses 5:2-4).
Por quê razão este grupo não permanece em trevas? O que lhes permite conhecer o que o resto do mundo ignora?
"E temos, mui firme, a palavra dos profetas, a qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro..." (2 Pedro 1:19).
Segundo o ensinado pelo Senhor Jesus Cristo, estar atento à palavra dos profetas é o que nos permitirá conhecer quão perto se encontra o dia de seu segundo advento:
"Aprendei, pois, esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, às portas" (Mateus 24:32-33).
Que coisas? Há aproximadamente dois mil anos os discípulos preocupados com este mesmo assunto consultaram a seu mestre, que lhe revelou as mais importantes. Esta conversa está registrada na Bíblia para nosso conhecimento.
"E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores" (Mateus 24 3-8).
Se você é daquelas pessoas que gostam de estar em dia com as notícias certamente verá nesta declaração de Jesus Cristo, uma impressionante descrição do que está acontecendo agora mesmo no mundo. Se você comprar o jornal de hoje é muito provável que encontre informações acerca de “seres iluminados” que asseguram que são a encarnação de Cristo e que vieram para salvar o mundo. Também lerá sobre as últimas guerras suscitadas no Oriente Médio e outras zonas de conflito. Lerá acerca dos últimos rumores de guerras anunciadas por astrólogos lendários como Nostradamus ou outros videntes modernos, se inteirará dos milhares de mortos e milhões de feridos deixados pelo último terremoto em algum lugar do planeta, se informará da última epidemia coletiva nos países europeus e do novo vírus letal criado por acidente em um laboratório de prestigio em manipulação genética. Tomará consciência da desolação na Etiópia, onde seus habitantes morrem por falta de alimentos. Lerá sobre a crise econômica mundial e da terrível taxa de desemprego que está fazendo que cada vez mais pessoas tenham fome, mesmo nos países mais industrializados.

Apesar do incrível cumprimento das palavras de Cristo, devemos levar em conta que embora elas anunciem que Ele vem, estes sinais não são os últimos nem os definitivos. Se leres esta passagem com cuidado notarás que Jesus Cristo disse: "mas ainda não é o fim" e "tudo isto é só o princípios das dores".

Isto mostra que ainda faltam algumas coisas por vir, quais são? Leia com atenção a continuação do sermão pregado pelo Senhor Jesus aos discípulos:
"Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará. Mas aquele que perseverar até o fim será salvo. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim" (Mateus 24:9-14).
Observe a diferença da primeira parte de seu sermão, neste trecho Jesus faz alusão direta aos eventos que devem acontecer pouco antes do fim do tempo, pois termina com as palavras "e então vira o fim".

Resumo dos eventos:

O povo de Deus será entregue à tribulação. Se levantará um ódio generalizado contra eles e lhes perseguirão até a morte.

Os homens odiarão uns aos outros, a maldade multiplicará e o amor de muitos se esfriará.

Falsos profetas se levantarão e enganarão a muitos.

O evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações.

Embora muitos intérpretes citem estes quatros pontos como se tratassem de fatos isolados, o contexto mostra que eles na realidade, fazem parte de uma mesma profecia, pois o ódio e o desamor dos habitantes da terra, somados à obra dos falsos profetas darão como resultado a perseguição e morte daqueles que se levantam para pregar o evangelho do Reino de Deus. Esta conclusão é completamente confirmada por Jesus no livro de Apocalipse:

Advertência:

O que é descrito na passagem seguinte não é literal em todos os seus aspectos. Apenas mostra, por meio de símbolos, os personagens e os eventos implicados no grande conflito que se desencadeará antes da vinda de Cristo.
"E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, porque vinda é a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. E outro anjo seguiu, dizendo: Caiu! Caiu babilônia, aquela grande cidade que a todas as nações deu a beber do vinho da ira da sua prostituição! E os seguiu o terceiro anjo, dizendo com grande voz: se alguém adorar a besta e a sua imagem e receber o sinal na testa ou na mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro. E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso, nem de dia de noite, os que adoram a besta e a sua imagem e aquele que receber o sinal do seu nome. Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus. E ouvi uma voz do céu, que dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os sigam. E olhei, e eis uma nuvem branca e, assentado sobre a nuvem, um semelhante ao Filho do Homem, que tinha sobre a cabeça uma coroa de ouro e, na mão, uma foice aguda. E outro anjo saiu do templo, clamando com grande voz ao que estava assentado sobre a nuvem: Lança a tua foice e sega! É já vinda a hora de segar, porque a seara da terra está madura! E aquele que estava assentado sobre a nuvem meteu a sua foice à terra, e a terra foi segada" (Apocalipse 14:6-16).
Note que esta passagem de Apocalipse menciona os mesmos elementos de Mateus 24 com uma semelhança impressionante. Comparemos em detalhes as duas passagens:

Mateus 24:9 diz: "então os entregarão à tribulação, os matarão, e sereis odiados por todos por causa do meu nome" e Apocalipse 14: 12,13. Refere-se aos que tem a fé de Jesus. "Aqui está a paciência dos santos... Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor". A causa de sua morte tem relação direta com a adoração da "imagem" do versículo 9, pois segundo Apocalipse 13:15 a esta haveria de permitir que falasse e fizesse matar a todo o que não a adorasse.

Mateus 24:9,12 assegura que para esta época se haverá "multiplicado a iniqüidade" e que o povo de Deus será odiado por "todos". Apocalipse 14:9 fala de uma entidade chamada "a besta", a qual aparece em Apocalipse 13:6-8 "blasfemando contra Deus" e fazendo "guerra contra os santos". E embora pareça inacreditável, "todos os habitantes da terra" chegarão a estar de acordo com ela (vs. 8).

Mateus 24:11 diz que "muitos falsos profetas se levantarão e enganarão a muitos." Apocalipse 14:9 fala acerca da imposição da "marca da besta" e da adoração a esta entidade "e a sua imagem" fatos que precisamente terão sua origem na obra de um falso profeta: "... o falso profeta, que, diante dela, fizera os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e adoraram a sua imagem"(Apocalipse 19:20).

Mateus 24:13 diz que "o que perseverar até o fim será salvo". Apocalipse 14:12, falando do povo de Deus diz: "Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus".

Mateus 24:14 falando da pregação da última mensagem de misericórdia, diz: "E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo". Apocalipse 14:6 diz: "... o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda nação, e tribo e língua, e povo".

Mateus 24:14 diz que imediatamente depois de pregar-se o Evangelho a todas as nações "virá o fim". Apocalipse 14:16 apresenta esta mesma verdade ao dizer "... e a terra foi segada"; pois o Senhor Jesus ensinou em Mateus 13:39 que "a ceifa é o fim do mundo".

Todo o anterior confirma que Apocalipse é, em si mesmo uma extraordinária ampliação dos eventos expostos pelo Senhor Jesus em Mateus 24:9-14 e que na realidade são uma mesma profecia, por meio da qual podemos saber com exatidão quão perto ou quão distante se encontra o "fim do mundo".

É importante ressaltar que apesar da vinda de Jesus estar muito perto, ainda não está "às portas". Somente quando o mundo inteiro se unir contra o povo de Deus, quando se decrete a morte sobre os que se negam prestar adoração a besta e a sua imagem (lembre que são símbolos), poderemos saber com certeza que a vinda de Cristo é iminente.

Amigo leitor, não permita que seu coração se angustie e desanime com o que diz esta profecia. É certo que os que se neguem a adorar a besta e a sua imagem serão perseguidos até as últimas conseqüências, mas também é certo que Deus é nosso Pai, nos ama e não nos deixará sozinhos na prova:
"Dizei aos turbados de coração: Esforçai-vos e não temais; eis que o vosso Deus virá com vingança, com recompensa de Deus; Ele virá e vos salvará." (Isaías 35:4).

Ainda se necessário fosse dar a vida por causa da pregação do evangelho, ou se nosso corpo sofresse dor, e aflição nosso coração, tão pouco devemos temer, pois se cultivamos nossa amizade com Jesus e fazemos dele o centro de nossas vidas, finalmente venceremos:
"Porque qualquer um que quiser salvar a sua vida perdê-la-á, mas qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho esse a salvará" (Marcos 8:35).

"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive e crê em mim nunca morrerá". Crês tu nisso? (João 11:25,26).

A Bíblia nos diz, também, que não será necessário que todos os filhos de Deus percam a vida, pois haverá um grande número deles que serão protegidos durante este tempo e verão Cristo voltar sem terem conhecido a morte. O apóstolo Paulo descreve esta verdade de modo que nos anima a colocar nossa esperança no glorioso destino que espera aos que permaneçam firmes e constantes:
"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras" (1 Tessalonicenses 4:16-18).
Os personagens que intervirão no conflito final já estão presentes e apenas esperam a oportunidade para tomar seu papel no último grande drama da história deste mundo.

É importante que todo aquele que crê na palavra bíblica como única regra de fé e prática, investigue com diligência a que ou a quem se referia Jesus Cristo nas passagens proféticas de Mateus 24 e Apocalipse.

Que Deus nos abençoe!


Fonte: Jesus Voltará

Respostas cretinas para perguntas imbecis!

Um comentário:

Por Xandy Britto em Minha Comédia Diária

1) - Como se escreve zero em algarismos romanos???

Zero ou 0?

2) - Por que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam numa época antes de Cristo??

Eles já sabiam que no futuro teria Natal?

3) - Por que os filmes de batalha espaciais tem explosões tão barulhentas, se o som não se propaga no vácuo???

Seria chato se no filme não tivesse barulho?

4) - Se depois do banho estamos limpos porque lavamos a toalha???

Tem gente que não lava as pernas?

5) - Como é que a gente sabe que a carne de chester é de chester se nunca ninguém viu um chester ???

Está escrito chester na embalagem?

6) - Por que quando aparece no computador a frase 'Teclado Não Instalado', o fabricante pede p/ apertar qualquer tecla???

Porque... ... é... hum... ah... é... ... ...

7) - Se os homens são todos iguais, por que as mulheres escolhem tanto???

Porque seriam homens se não escolhessem.

8) - Por que a palavra 'Grande' é menor do que a palavra Pequeno'???

Porque BIG é menor que SMALL.

9) - Por que 'Separado' se escreve tudo junto e 'Tudo junto' se escreve separado???

Porque quem está separado está junto com os amigos e quem está com tudo junto com a mulher está separado de quase tudo.

10) - Se o vinho é líquido, como pode existir vinho seco???

Ridícula.

11) - Por que as luas dos outros planetas tem nome, mas a nossa é chamada só de lua???

Porque é a mais perto da gente, cacete!

12) - Por que quando a gente liga p/ um número errado nunca dá ocupado???

To pensando!

13) - Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força, quando a pilha está fraca???

Porque querem ganhar no grito.

14) - O instituto que emite os certificados de qualidade ISO 9002, tem qualidade certificada por quem???

Boa!

15) - Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram, para poder acertá-lo???

Deus disse as horas e milésimos.

16) - Se a ciência consegue desvendar até os mistérios do DNA, porque ninguém descobriu ainda a fórmula da Coca-Cola???

Porque a Coca-Cola domina a via láctea.

17) - Como foi que a placa 'É Proibido Pisar na Grama' foi colocada lá???

Já nasceu ali.

18) - Por que quando alguém nos pede que ajudemos a procurar um objeto perdido, temos a mania de perguntar: 'Onde foi que você perdeu?'

Pra chamar o cara de burro com educação.

19) - Por que tem gente que acorda os outros para perguntar se estavam dormindo???

hehehehe

20) - Se o Pato Donald não usa calças, por que ele amarra uma toalha na cintura quando sai do banho???

Porque teoricamente ele teria órgão genital.

domingo, 29 de novembro de 2009

Ti adorar Senhor é o meu prazer!

Nenhum comentário:
"Naquele dia, foi que Davi encarregou, pela primeira vez, a Asafe e a seus irmãos de celebrarem com hinos o SENHOR. Rendei graças ao SENHOR, invocai o seu nome, fazei conhecidos, entre os povos, os seus feitos.

Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; narrai todas as suas maravilhas.

Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração dos que buscam o SENHOR.

Buscai o SENHOR e o seu poder, buscai perpetuamente a sua presença.

Lembrai-vos das maravilhas que fez, dos seus prodígios e dos juízos dos seus lábios, vós, descendentes de Israel, seu servo, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.

Ele é o SENHOR, nosso Deus; os seus juízos permeiam toda a terra.

Lembra-se perpetuamente da sua aliança, da palavra que empenhou para mil gerações; da aliança que fez com Abraão e do juramento que fez a Isaque; o qual confirmou a Jacó por decreto e a Israel, por aliança perpétua, dizendo: Dar-vos-ei a terra de Canaã como quinhão da vossa herança. Então, eram eles em pequeno número, pouquíssimos e forasteiros nela; andavam de nação em nação, de um reino para um povo.

A ninguém permitiu que os oprimisse; antes, por amor deles, repreendeu a reis, dizendo: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas.

Cantai ao SENHOR, todas as terras; proclamai a sua salvação, dia após dia.

Anunciai entre as nações a sua glória, entre todos os povos, as suas maravilhas, porque grande é o SENHOR e mui digno de ser louvado, temível mais do que todos os deuses.

Porque todos os deuses dos povos são ídolos; o SENHOR, porém, fez os céus.

Glória e majestade estão diante dele, força e formosura, no seu santuário.

Tributai ao SENHOR, ó famílias dos povos, tributai ao SENHOR glória e força.

Tributai ao SENHOR a glória devida ao seu nome; trazei oferendas e entrai nos seus átrios; adorai o SENHOR na beleza da sua santidade.

Tremei diante dele, todas as terras, pois ele firmou o mundo para que não se abale.

Alegrem-se os céus, e a terra exulte; diga-se entre as nações: Reina o SENHOR.

Ruja o mar e a sua plenitude; folgue o campo e tudo o que nele há.

Regozijem-se as árvores do bosque na presença do SENHOR, porque vem a julgar a terra.

Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua misericórdia dura para sempre. E dizei: Salva-nos, ó Deus da nossa salvação, ajunta-nos e livra-nos das nações, para que rendamos graças ao teu santo nome e nos gloriemos no teu louvor.

Bendito seja o SENHOR, Deus de Israel, desde a eternidade até a eternidade.

E todo o povo disse: Amém! E louvou ao SENHOR"
. (1 Crônicas 16.7-36)
Adorar é uma prática universal, pois é necessidade humana procurar transcender a sua existência terrena, buscando sentido para sua vida.

Todos os seres humanos, em algum momento de suas vidas, sentem essa necessidade, anseiam por um contato com o sobrenatural, um contato com Deus. Para os cristãos, toda adoração deve ser dirigida exclusivamente a Deus. O mais é idolatria.

A adoração deve ser feita com sinceridade e verdade, pois Deus não se impressiona com rituais, pois vê o coração — "Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade". (João 4.24)

Há várias formas de adoração. Adoramos no culto, quando juntos com o povo de Deus celebramos a bênção de ter Deus como Pai.

Adoramos no dia-a-dia, vivendo uma vida de gratidão e reconhecimento por sua bondade.

Adoramos na vida, quando procuramos desenvolver uma santidade que agrade a Deus, quando praticamos o que dele recebemos como instrução.

Adoramos em serviço aos irmãos, quando estendemos nossa solidariedade àqueles que sofrem.

A adoração apenas num templo, sem vida prática e sem serviço ao próximo, fica incompleta, vazia, como um sino que toca, sem nada anunciar.

Pense: Adorar a Deus e servir é a expressão máxima de vida cristã.

Ore:
Amado Pai e Senhor. Coloco-me humildemente diante de ti, em espírito de adoração. Tu és o meu Deus e Senhor! Quero adorá-lo, quero amá-lo e quero servi-lo de coração. Em Cristo Jesus. Amém!

***


Texto enviado por email e adaptado para o blog por PC@maral

Google Wave. Já aprendeu a usar?

Nenhum comentário:

Nestes últimos dias recebi do meu amigo @andreribeirao no twitter um convite para experimentar o Google Wave. Até hoje ainda não aprendi a usar essa ferramenta do Google, mas, ainda não desisti!

Confesso que senti a mesma coisa quando apareceu o Twitter, até postei uma matéria perguntando: Twitter pra quê? Hoje em dia não consigo viver sem ele, todos os dias dou uma passadinha e um “pio” por lá.

Parece que “meus problemas acabaram”, encontrei esse vídeo no Youtube com uma matéria do “Olhar Digital” ensinando como usar o Google Wave, espero que sirva para você também. Mas... eu ainda continuo sem entender essa "Wave"... rsrsrs

Onde você está, o que você é, é para a Glória de Deus.

Um comentário:

Marcelo Gualberto

“Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; E caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, por que fora edificada sobre a rocha.E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a casa sobre a areia; E caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.” (Mateus 7:24-27)
Dias difíceis estão acontecendo, temos pessoas que não praticam a palavra porque não a ouvem.
Por que chegamos até onde chegamos? A história, os acontecimentos mundiais influenciaram no momento que estamos vivendo, pois a geração anterior foi oprimida por um movimento onde nada era permitido (jogar bola, vôlei, etc.) e esta geração se rebelou seguindo um movimento Gospel que atendia uma demanda latente.

Este movimento gerou uma ditadura do louvor comercial, onde o culto gira em torno de louvor e tirou a palavra do centro. Antes não podia muita coisa, mas do culto saía conteúdo, hoje não se sabe nada sobre a bíblia.

Conseqüências por se tirar à bíblia do centro:
- As igrejas viraram tremendos campos missionários, pois as pessoas que lá estão não tem seus nomes escritos no livro da vida;

- Pregadores pregando o texto fora de contexto para servir de pretexto;

- Geração de jovens nascidos em lares evangélicos, mas que não vivem a palavra, pois estão acostumados com a rotina de escola dominical, cultos, etc. Esta é uma geração que está perdida, mas perto da palavra. Estão perdidamente perto.

“Temos que trazer a bíblia de volta para o centro, senão seremos casa edificada sobre a areia.”

- Igreja flutuante, pessoas que correm atrás de bênçãos. Teologia de quinta categoria que tira Deus do centro e coloca o homem no centro. “Deus me abençoa por causa da minha fidelidade para com Ele.” “O culto foi bom porque eu me senti bem.”

- Falta de vocações missionárias. Onde estão os missionários que largavam tudo para pregar o evangelho? Estamos preocupados com o bem estar. Hoje as pessoas escolhem a igreja com um checklist, verificam o que a igreja tem para oferecer; ar-refrigerado, berçário, boa equipe de louvor. A igreja está cheia de clientes.

Jovens, levem a sério à palavra, dediquem-se.
O que você vai fazer com a sua formação? Você pretende fazer engenharia, odontologia, e outras, para que? Ganhar dinheiro? Isso é muito pouco. Sirva ao Senhor com a sua formação.

O sistema capEtalista (do inferno) estimula os jovens a largarem os valores corretos e seguirem os valores do mundo.

Onde você está, o que você é, é para a Glória de Deus.

***

Fonte: Presente de Deus

Rev. Marcelo Gualberto – Congregação Presbiteriana Central de Belo Horizonte (MG) e diretor nacional da Mocidade para Cristo (MPC)
* Mensagem ministrada na Semana da Juventude 2009 da Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro, cujo tema principal é “Desculpe o transtorno, estamos em obras”

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Tudo novo

Nenhum comentário:
"Vieram, depois, os discípulos de João e lhe perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus {muitas vezes}, e teus discípulos não jejuam?
Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar.Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam".
(Mateus 9.14-17)

Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha,

O Mestre respondeu aos fariseus, com relação aos ensinos seus,

E a vida nova em luz, que então propunha Jesus.

Não dá para caminhar com o fardo de pecado

No caminho alto e brilhante, que acena triunfante,

Para o homem que mudou de coração

Ao passar pela cruz, e tornar-se cristão.

É tudo novo. As coisas velhas já passaram.

Um novo povo. Seu passado já deixou ao pé da cruz.

Absorvidos foram pelo Senhor Jesus

Todo o sofrimento, toda angústia e dor,

Todo o lamento foi tragado pelo amor.

As coisas velhas se dissolveram no perdão;

Se dissiparam ao retumbar a voz de trovão,

Que ecoou da cruz, dos lábios de Jesus:

“Está consumado! Tudo perdoado!”

A divina justiça foi satisfeita.

Tudo novo! Um novo povo!

Um nome novo, família nova,

Coração liberto do pecado

e cativo pelo amor derramado do Calvário.


O ensino de Jesus não caberia nos velhos odres da lei. O amor demonstrado no Calvário superou todos os pensamentos humanos quanto à salvação de Deus.

O caminho para o céu foi aberto. O véu do templo rasgou-se de alto a baixo, no momento exato do brado final do Senhor, entregando ao Pai o seu espírito.

Foi a consumação da nossa redenção para sempre! Agora é entrar em novidade de vida, com o Espírito Santo a nos conduzir à sala do trono do Pai para adoração e comunhão.

Tornamo-nos nação sacerdotal. Tudo é novo em Cristo.

Pai, em minha vida tudo se fez novo quando te dei meu coração.
Que os cânticos dos céus estejam em meus lábios, que o óleo precioso da tua unção seja derramado desde a minha cabeça até os pés, para assim te apresentar louvor perfeito.

Amém.

***

Enviado por email

Guardando nossa consagração

Um comentário:

“Havia um homem de Zorá, da linhagem de Dã, chamado Manoá, cuja mulher era estéril e não tinha filhos. 3 Apareceu o Anjo do SENHOR a esta mulher e lhe disse: Eis que és estéril e nunca tiveste filho; porém conceberás e darás à luz um filho”. (Juízes 13:2-3)

“E o cabelo da sua cabeça, logo após ser rapado, começou a crescer de novo”. (Juízes 16:22)

Como Sansão, fomos chamados para sermos separados para Deus, consagrados a Ele, pois, somos Dele. Para que o projeto de Deus flua na nossa vida, tem que haver consagração da nossa parte. Quando o Senhor encontra alguém disposto a se consagrar, Ele vem até esse alguém. Se desejamos ser usados por Ele, temos de estar dentro de Seu padrão, ou seja, vivendo de acordo com a Sua Palavra. Deus conta conosco para a realização de Seus planos! Ele deseja nos usar!

O diabo, entretanto, quer nos enfraquecer naquilo que somos fortes. Como procurou em Sansão, o diabo procura onde somos fortes para tentar nos abater. Por exemplo, se você tem o hábito de orar 3 vezes ao dia como Daniel, o inimigo tentará te impedir de orar (ele estará atacando este seu ponto forte).

O inimigo só derrubou Sansão quando descobriu onde estava a força dele. Sansão, então, foi humilhado e se tornou motivo de riso e zombaria para os seus inimigos. Meu querido irmão, por onde você for, guarde a sua consagração a Deus, seja conhecido não como aquele que diverte os ímpios, mas, como aquele que tem em seus lábios a Palavra do Senhor, aquele que é testemunha fiel de Jesus Cristo. (Ver Sl 1:1)

Sansão sofreu tudo aquilo por ter feito algo que Deus lhe tinha proibido de fazer. Mas, em Jz 16:28, "Sansão clamou ao SENHOR e disse: SENHOR Deus, peço-te que te lembres de mim, e dá-me força só esta vez, ó Deus, para que me vingue dos filisteus, ao menos por um dos meus olhos", Sansão se arrepende de ter sido desobediente e ali, ele ora ao Senhor. Com os seus cabelos voltando a crescer, Sansão é fortalecido por Deus. O fato de seus cabelos estarem crescendo de novo,significa que Sansão havia se consagrado novamente ao Senhor.

Fortalecido por Deus, Sansão destrói seus inimigos. Entenda meu irmão, o mundo não é pra você. Você só é forte em Deus, portanto, não deixe o diabo te humilhar, recuse as ofertas dele. Guarde a sua consagração, zele pela tua aliança com o Senhor. Quando o crente peca, o inferno se diverte. Mas Deus, não te criou pra você ser diversão para o inferno; pelo contrário, Deus quer Se deleitar em você!

Então, guarde-se, seja fiel a Deus em todos os momentos, seja uma constante alegria para o Senhor Jesus Cristo. Mostre a todos que você é consagrado a Deus, e pode ter certeza de que, os que não conhecem a Jesus, estão loucos para ter o que você tem: intimidade e comunhão com Deus! Nunca se esqueça: Deus é o maior bem que você possui, não O troque por nada!

Que Deus te abençoe e te fortaleça sempre!!!

***

Texto enviado por email de Diego Barros

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Os Super-Heróis e as fraquezas que os cercam

Um comentário:

Anamaria Modesto Vieira


Quem não gosta ou já leu gibis em sua vida? Eu gosto muito, como também sou fã de desenhos de super – heróis, acho que até demais. Podem chamar de criançona, Jesus disse que se não formos com uma não entraremos no reino do céu. À parte da violência na TV, o que não é meu assunto aqui, quero lhes falar de uma coisa interessante que tenho visto no meio evangélico atual.

Autoridades eclesiásticas e pregadores que tem subido aos nossos púlpitos e pregado tanto sobre vitória, não só pregado, mas cantado em várias músicas, você é mais que vencedor, você já venceu, ninguém pode contra você e coisas do tipo. Postam de super-heróis: Super-homens, Mulheres Maravilhas, Batmans e Robins e esquecem que estes tem seus calcanhares de Aquiles, pontos fracos que seus arquiinimigos conhecem.

Os Heróis da fé tiveram suas falhas e caíram, tiveram momentos de crise, foram derrotados, mas o segredo deles é que não ficaram lamentando o que perderam mas não esqueceram o alvo da soberana vocação que Paulo fala, olharam pro autor da nossa fé e quando esta lhes faltou pediram que lhes aumentasse a fé.

O que vou dizer aqui pode gerar uma pequena polêmica, mas até o nosso Cristo quase fraquejou, o que está escrito nos evangelhos na oração do Getsêmani é pra nos mostrar que ele era humano como nós, mas tinha um foco , um alvo, a nossa salvação e antes de qualquer festa no inferno começar Ele disse “mas seja feita a vossa vontade”, e obstinado assim o fez para que estivéssemos aqui hoje.

Tiago mostra-nos perfeitamente isso quando coloca em seu livro um versículo fora do contexto do capítulo, mas que me parece um post-it de geladeira quer ver: Tiago 5.17 "Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu". Esse mesmo Elias que matou os profetas de baal, da chuva e de outros sinais maravilhosos que seguiam seu ministério, correu como uma criança para uma caverna com medo de morrer pelas mãos de Jezabel.

Ele tinha os mesmos medos, anseios e confiava no Todo-poderoso foi desafiado e perdeu a sua fé, isso mostra que falhas temos, que podemos cair e até ser derrotados sim, mas mostra também que o maior interessado em levantar a cabeça de Elias e de todos aqueles que caíram , tropeçaram e fracassaram tem um Deus forte preocupado em lhes ajudar e abençoar.

Você pode não ser super herói ou um dos heróis da galeria de Hebreus 11, mas saiba quando Paulo diz que você é mais do que vencedor é para te mostrar que você tem a companhia daquele que nunca perdeu uma batalha e que está pronto a te levantar e apoiar.

Seja encorajado a confiar no senhor de todo seu coração e de todo seu entendimento e reconhecer que nele você tudo pode até ser derrotado pra aprender que não pelo Teu braço, mas sim por Ele, se você descansar e deixar operar essa confiança, vai ver o resultado e com certeza será o melhor.

Lembre-se disse Jesus: Tende bom animo, estou contigo e em Mim você pode vencer, mas sem Mim nada podeis fazer.

Fiquem na paz!!!!
Comentário PC@maral no blog:

Lembro bem de minha infância de como gostava de ler gibis, desde o Tio Patinhas até a Turma da Mônica. E, como não poderia faltar, os Heróis Marvel, todos eles, só não gostava de alguns, tipo: Demolidor, esse eu não gostava muito.

Mas eram Super Heróis nos gibis, ao terminar a leitura, fechava e guardava. Eles ficavam ali, à minha disposição.

Todos tinham suas fraquezas? Sim! Todos tinham alguma fraqueza. Mas no final o bem sempre prevalecia e vencia o mal, a justiça sempre triunfava sobre a opressão e a maldade.

Os Super heróis de hoje, infelizmente, se projetaram nos púlpitos das igrejas. Heróis famosos, homens poderosos e sedutores, quando falam fazem delirar multidões. Lembram o rei Herodes ao receber elogios: É a voz de um Deus! Herodes não deu glórias a Deus e foi comido por vermes. (Atos 12:22-23). Uma pena Deus não fazer mais isto nos dias de hoje, o que haveria de comida para vermes... Deus me perdoe por esse comentário.

Se o “Super Herói” é descoberto em algum ato ilícito, mesmo sendo denunciado, e com provas, inverte a situação e passa a condição de vitima, injustiçado, perseguido. Levando para junto de si um povo que não sabe discernir entre a realidade e a ficção do super herói, e que o segue sem questionamentos ou critica alguma.

Os heróis verdadeiros, que aparecem na Bíblia, e na vida real, tinham suas fraquezas e sabiam exatamente que “sem Deus nada podiam fazer”, eram dependentes da força de Deus.

Pobre povo, ao invés de seguirem o verdadeiro herói que foi capaz de dar a vida por toda a humanidade, Jesus Cristo, segue homens imperfeitos que fazem pose de invencíveis, acima de qualquer suspeita, esquecem-se que todos os “super heróis” tem identidades secretas, e se formos investigar essas identidades, e o que fazem em secreto, encontraremos fatos nada animadores ou lícitos e até mesmo éticos.

Se o povo pudesse, assim como ao ler um gibi, fechar e guardar e viver a vida real, longe da ficção seria uma maravilha. Mas, infelizmente o povo não quer isso, o povo quer heróis que os conduzam, querem ídolos para adorarem, e muitos, se puderem, querem ser super heróis.

Somente em Jesus Cristo temos força, somente em Jesus Cristo temos poder, somente em Jesus Cristo temos o principal, a Salvação. Ele é o verdadeiro Super Herói, sem defeitos, sem pontos fracos, sem qualquer inimigo que o possa derrotar. Somente em Jesus Cristo a nossa vitória é certa e Nele podemos confiar!

***

Fonte: Notas de Rodapé

Alegria em vez de pranto

Nenhum comentário:

Jailton Sousa Silva


“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação”. (Habacuque 3.17,18).

Preocupação, sentimento de derrota, perda de algo ou alguém, frustrações, decepções etc, são fatores que, inevitavelmente, geram tristeza no coração das pessoas. Habacuque que o diga! Este profeta viveu numa época em que prevalecia a obscuridade da fé; sobrava impunidade e faltava justiça (1.1-4); a paz fora apagada pela impiedade da guerra (1.5-11); contendas e discórdias tornaram-se comuns na sociedade; para o profeta, porém, tornaram-se insuportáveis!

Em razão de tudo isso, ele suplicou a punição de Deus aos ímpios caldeus, os quais eram brutais e responsáveis por grandes atrocidades (1.1,6).

Contudo, fica claro que o povo Israelita também provocou a ira do Senhor com seus atos pecaminosos, e, por conta disso, viria sobre ele o castigo de Deus por meio dos caldeus (1.6). Quem não ficaria triste se soubesse que sobre a sua nação, família e igreja viria o castigo de Deus? Não é a toa que o profeta suplica: “Eu ouvi, Senhor, a tua fama, e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos; faze que ela seja conhecida no meio dos anos; na ira lembra-te da misericórdia” (3.2).

O profeta sabia que a situação do seu povo era lamentável, mas confiava em um reavivamento autêntico do Senhor. Sabia ele que em meio à ira, há misericórdia por parte de Deus; em meio ao erro, há perdão.

Quem confia em Deus, sabe que o profeta não estava delirando quando afirmou que poderia faltar à flor da figueira, o fruto da vide, o produto da oliveira, o mantimento dos campos, ovelhas no rebanho e gados nos currais, pois mesmo assim, ele continuaria a exultar e se alegrar em Deus (3.17,18).

Essa alegria não é sem objetivo; essa alegria consiste na salvação proporcionada pelo Senhor!

Todos os dias as nações são castigadas pela pandemia da chamada “gripe suína”, AIDS, dengue etc. Famílias inteiras são vítimas dos efeitos das drogas, alcoolismo e falta de Deus.

Esse é o contexto em que estamos inseridos. Vivemos em meio ao caos. A corrupção é alarmante. É evidente, na maioria dos casos, a extinção de valores em nossa sociedade tais como justiça, misericórdia, humildade, solidariedade e amor. Porém, a nossa alegria está no fato de que apesar de todos os males presentes em nosso meio, temos as misericórdias do Senhor que se renovam todas as manhãs, as quais não têm fim! (Lm. 3.22).

Ser um cristão autêntico é muito mais que ir à igreja, cantar e orar nos tempos de bonança. Ser um cristão autêntico é confiar em Deus na falta do mantimento, da saúde e dos recursos financeiros.

Alegre-se no Senhor, pois a maior bênção nós temos: a salvação de Cristo, a qual é inegociável, pois a nós foi concedida mediante a morte e ressurreição do Filho de Deus.

***

Fonte: Missionário Jailton Sousa Silva

A Igreja refém dos crentes.

Um comentário:

PC@maral


“Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”. (Jo 6:51)

“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim.” (Jo 6:54-57)
Como Jesus pode dar-nos o seu corpo como pão para comermos? Comer o pão vivo significa aceitar a Cristo em nossa vida e unirmo-nos a Ele de duas maneiras: Crendo em sua morte (o sacrifício de seu corpo) e em sua ressurreição, e, consagrando-nos para viver como Ele ordena, na dependência de seu ensino para a nosso orientação e na confiança de que o poder do espírito Santo está e estará presente em nossa vida.

Quando Jesus disse que quem não comesse da sua carne e não bebesse do seu sangue “não tereis vida em vós mesmos” os discípulos se escandalizaram e disseram: “Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (Jo 6: 60). Todos foram embora, abandonando o Mestre.

Jesus pergunta, então, aos doze que ficaram: “Quereis vós também retirar-vos?” (Jo 6: 67). E Pedro responde por todos: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho de Deus”. (Jo 6: 68-69).

Esse é o ponto crucial: “Tu tens as palavras da vida eterna”. A Salvação pertence a Deus! Somente a Ele!

O que aquelas pessoas, que abandonaram Jesus, não queriam aceitar, eram as exigências de lealdade e obediência a Cristo. Logo, para se protegerem da mensagem rejeitam o mensageiro.

De uns tempos para cá, não sei precisar, as coisas se inverteram, o homem se colocou na posição de salvador, abençoador. O instrumento que liga o homem na terra diretamente com Deus. Por meio de suas “orações ungidas” e, extremamente “poderosas”, associando-se a isso, muito suor abençoador, e objetos dos mais variados [ponto de contato], levando multidões ao erro. Se aproveitando da boa fé e da ingenuidade de muitos, se elevam a condição de deuses. Idolatrados, cultuados, seguidos por uma legião que não conseguem discernir um palmo à sua frente.

O povo está sendo enganado e se deixando enganar.

Jesus não tapava o sol com a peneira, Jesus não tinha aquele cuidado que hoje temos em muitas igrejas: “cuidado com o que você vai falar com o irmãozinho, ele pode se ofender e nunca mais voltar em nossa igreja”.

Jesus não precisa das pessoas na igreja, as pessoas é que precisam de Jesus.
De que adiantam as reuniões de culto se todos, sem exceção, estão com seus pensamentos voltados para o mundo? Para a conversinha fiada no corredor? Para traçar planos de como derrubar o pastor ou algum líder de ministério? Para vender produtos nos bancos enquanto o preletor discorre sobre o tema da mensagem pregada?

De que adianta se ninguém sai às ruas para evangelizar para tentar salvar almas sedentas da palavra de Deus? Mas como praticar isto? Se eles mesmos, os crentes, não sabem nada da palavra de Deus! Não se alimentam da palavra, Não oram, Não tem tempo para se relacionar com Deus! O papo com o irmão ou com a irmã é muito melhor! Ele, [o irmão],pelo menos, não me condena... (tu que pensa!).

De uns tempos pra cá, neste neopentecostalismo barato que sustenta altas somas de dinheiro em programas televisivos e de rádio e editoras, vendendo de tudo um pouco, tudo patrocinado pela igreja, e é claro, que não pode escandalizar seus seguidores/membros com palavras que produzam arrependimento e mudança de vida: “Não pode, senão eles se escandalizam e vão para outra igreja, e lá se vão as ofertas e os dízimos que sustentam o nosso "padrão" de vida”.

Conforme disse Pedro: “Só Jesus tem palavra de vida eterna”, mas ninguém quer ir a Ele [Jesus], para viver. Preferem crer em fábulas inventadas por homens.

A salvação é pela fé em Jesus Cristo e a obediência aos ensinamentos do Mestre. Ele, Jesus, não precisa de nenhum de nós. Ledo engano nosso!

Jesus sabia que todos aqueles discípulos iram abandoná-lo? Sabia! Mas deu oportunidade para que eles decidissem continuar servindo-o de maneira mais completa, infelizmente , o interesse deles era pelos milagres e sinais que pelas suas mão eram feitos.

Pense nisso, você mantém sua igreja refém de seu trabalho, achando que sem você ela não anda? Meu querido irmão a igreja não é minha nem sua, a igreja é de Jesus Cristo. Eu ou você, estando lá ou não, não muda em nada o plano de Deus.

Deus quer que participemos, mas Deus não precisa de nós, Ele sim, nos dá uma oportunidade de servir a Ele e de sermos servos úteis.
“Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento e não comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão”. (Lucas 3:8)

***

PCamaral

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Eu: do antes para o depois

Nenhum comentário:

Jailton Sousa Silva


“Pois antigamente nós mesmos não tínhamos juízo e éramos rebeldes e maus...Porém, quando Deus, o nosso Salvador, mostrou a sua bondade e o seu amor por todos, ele nos salvou porque teve compaixão de nós...” (Tito 3.3,4 e 5).

O passado de muitas pessoas é “uma caixinha de surpresas”. Acho que é melhor dizer: o passado de todos! Se bem que, para alguns, o passado guarda muito mais coisas boas, eventos dos quais podem orgulhar-se por serem marcados de conquistas, caridade, bondade etc. Mas a grande maioria, creio eu, não é bem assim. Por exemplo, o apóstolo Paulo, depois de convertido a Cristo, foi um homem de cujo passado não tinha muito do que se orgulhar, visto que foi marcado pelas perseguições aos cristãos, resultando, inclusive, na morte de Estêvão (Atos 8.1).

Ele mesmo faz uma denúncia do seu passado: “ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade” ( ITm 1.13).

Não sei se você observou, mas o apóstolo Paulo fala de seu passado tenebroso não como tendo orgulho, mas decepção. A Tito, ele escreve da mesma maneira: “Pois antigamente nós mesmos não tínhamos juízo e éramos rebeldes e maus”(v.3). Sabemos que a intenção do apóstolo ao lembrar do passado, não é com o objetivo de “voltar atrás”, para aquela vida de escravidão espiritual. Mas é um alerta para que olhemos adiante, pois o nosso passado não pode manchar o futuro que o nosso Senhor preparou para nós.

Agora observe mais um pouquinho o texto de Tito: “Porém, Deus, o nosso Salvador, mostrou a sua bondade e o seu amor por todos, ele nos salvou porque teve compaixão de nós...” (Vs. 4,5), e I Timóteo: “(...) mas alcancei misericórdia...” (1.13).

Agora, Paulo fala de algo que aconteceu uma vez, mas que foi o suficiente para superar a melancolia do seu passado e lavar, de uma vez por todas, as manchas de outrora. Ele fala que Deus mostrou-lhe o seu amor.

Só o amor de Deus é capaz de fazer isso pela humanidade! Só Cristo é capaz de transformar as pessoas por piores que elas sejam! Você conhece alguém, cuja vida você acha que é impossível de mudar? Saiba que em Cristo há transformação para todo ser humano. Essa transformação não é produto da vaidade humana, mas é um ato supremo de amor, que começa no interior do pecador.

Querido, lembre-se que você agora é de Cristo. Você não mais pertence à vida maculada de obras infames da carne. Você tem muito mais valor do que imagina! Ele chamou você das trevas para a sua maravilhosa luz (I Pe 2.9). Antes você era escravo, mas agora você é livre! Antes você não tinha vida, mas agora a tem com abundância! Por isso, continue seguindo a Ele, e você terá um futuro glorioso!

***

Fonte: Missionário Jailton Sousa Silva

Assim caminha a humanidade... [7]

Nenhum comentário:

[Foto por AP Photo/Schalk van Zuydam
A população dá nome aos babuínos: o maior, ao fundo e de boca cheia, se chama Fred e este menorzinho, à frente, é o Michael Jackson]


Babuínos ladrões tocam terror na África do Sul.
País africano, sede da Copa do Mundo, se preocupa com ladrões de mãos leves e peludas

A criminalidade na África Do Sul é preocupante, mas a coisa fica ainda pior quando você é informado que, por lá, você pode ser assaltado por babuínos.

A polícia da Cidade do Cabo tem combatido os símios de todas as maneiras e teme que a situação fique ainda pior quando o fluxo de turistas aumentar por causa da Copa do Mundo de Futebol, no ano que vem

Os macacos não dão ponto sem nó. Eles já sacaram como se faz para abrir as portas dos carros e não querem nem saber – querem é comida!

Na Cidade do Cabo existem cerca de 420 babuínos divididos em 17 grupos que rondam as cercanias – principalmente os lugares turísticos. Os macacos desta espécie são protegidos pela legislação local, mas a insistência deles em roubar comida tem feito com que a população se revolte a respeito disso.

Por experiência, os babuínos associam veículos a comida e a polícia desaconselha, com uma veemência quase histérica, que se alimente os bichos.

***

Fonte: R7

Assim caminha a humanidade... [6]

Nenhum comentário:


Não basta ser um zoológico, é preciso inventar promoções criativas. O Miller Park Zoo, em Bloomington, Illinois (EUA) tem orgulho de suas renas. Todo ano, tradicionalmente, quem visita o lugar pode tirar fotos com as ajudantes do Papai Noel.

Desde o ano passado, no entanto, eles inovaram e lançaram uma linha de colares feita com cocô de rena. As bolotinhas são ressecadas, esterilizadas e recobertas com glitter.

Cada cocôlar custa 15 dólares - [risos] - e pode ser vendido pelo correio também.

Uma porta-voz do Miller Park admite que a idéia é besta, [?] - [Nããããããoooo!] - mas as pessoas se ligam nessas coisas e, no ano passado, o adorno vendeu bem. Neste ano, o zoo perdeu 200.000 dólares que vinha recebendo de auxílio da prefeitura e espera faturar pelo menos US$ 16.500 vendendo pingente de cocô de rena.

Quer ajudar? Visite o site do zoo clicando aqui.

***

Fonte: R7

Frases que pessoas famosas na história disseram antes de morrer

Um comentário:

Leia o que cada um desses homens disse antes de sua morte e tire suas conclusões.

JESUS: “Está consumado!”

BEETHOVEN: “Já é tarde.Não posso ouvir.”

BOCAGE (poeta): “Rasga os meus versos. Crê na eternidade.”

CASEMIRO DE ABREU (poeta): “Pois a morte é só isso?”

DANTE ALIGHIERI (escritor): “Vinde a mim, ó Deus!”

GEORGE JACQUES DANTON (político francês): “Mostrarás a minha cabeça ao povo, que vale a pena.”

D.PEDRO II: “Que Deus faça feliz o meu Brasil.”

EMÍLIO DE MENEZES (poeta): “Estou morrendo ás prestações.”

ELIZABETH, RAINHA DA INGLATERRA: “Todo o meu reino, Senhor, por mais um minuto de vida!”

FREDERICO I da Prússia: “Nu vim ao mundo e nu partirei. Não quero vestir a minha farda.”

GOËTHE (poeta alemão): “Deixem entrar a luz!.”

LIMA BARRETO (jornalista e escritor): “Levem minha mãe daqui que eu quero morrer.”

LUIZ XIV: “Pensei que fosse difícil morrer.”

MARGARET MICHELL (autora de E O Vento Levou): “Agora, é minha alma que Deus leva.”

MOZART: “Deixai-me ouvir uma vez ainda esses sons que foram por tanto tempo a minha consolação e a minha alegria.”

QUINTINO BOCAIÚVA (jornalista e político): “Para este frio não há cobertor.”

TOBIAS BARRETO (filósofo e poeta): “Até a morte tem a sua lógica.”

ALFREDO TAUNAY (escritor e musicólogo): “Chegou a morte. Devemos tirar-lhe o chapéu.”

MARIA ANTONIETA (rainha, mulher de Luís XVI): “Malvado! Malvado! Não me descomponhas!”

YAROSLAWSKI (presidente do movimento internacional dos ateus): “Por favor, queimem todos os meus livros. Vejam o Santo! Ele já espera por mim, Ele está aqui.”

ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES (político): “Por favor, não me deixem morrer.”

DAVID HUME (ateista): “Encontro-me nas chamas!”


Fonte: Portal dos Evangelicos

Eu tenho direito! Será?

Nenhum comentário:

Eleilton William de Souza Freitas


A narrativa de Mateus 17:24-27 é um tanto quanto curiosa. Essa é uma das mais estranhas histórias miraculosas de Jesus. Estudiosos sérios da palavra de Deus “tem perguntado se este milagre, aparentemente bizarro, pode realmente ser atribuído a Jesus”. Todavia, esse ponto de vista peca. Essa aparente “estranha” história tem muito a nos ensinar a respeito de Jesus, o nosso Senhor.

Depois de ficarem alguns meses fora de Cafarnaum, Jesus e seus discípulos voltam ao lugar onde Ele tinha seu centro de operações e onde Pedro também morava. Então, chegaram alguns cobradores de impostos! A data do pagamento do imposto já havia passado há seis meses. Jesus e Pedro estavam realmente muito atrasados quanto ao pagamento. Todo judeu com mais de vinte anos de idade tinha obrigações quanto a esse imposto que servia para o sustento do templo.

Quando as autoridades responsáveis pela cobrança do imposto ouviram falar que Jesus e seus seguidores estavam na cidade imediatamente foram questionar Pedro: "Não paga o vosso mestre as duas dracmas?" (Mt 17:24). É bem possível que essa conversa tenha se dado no meio da rua, perto das barracas dos cobradores de impostos. Pedro como profundo conhecedor do caráter de Jesus, e sabendo que Ele tinha por costume pagar impostos disse: "Sim, paga!" Pedro não hesita um instante sequer!

Quando chega a casa, antes mesmo de abrir a sua boca, ele é interrompido por Cristo: "Que te parece Simão? De quem cobram os reis da terra os impostos ou tributo? Dos seus filhos, ou dos estranhos? Respondeu-lhe Pedro: Dos estranhos. Disse lhe Jesus: Então os filhos estão isentos" (Mt 17:26). Jesus estava mostrando para Simão que Ele não tinha obrigação nenhuma de pagar aquele imposto! Na qualidade de Filho de Deus, Senhor do templo, esta obrigação não estava, de maneira nenhuma imposta a Ele. Os membros da família real não pagam impostos, pelo contrário são mantidos por eles.

Se Jesus não precisava pagar, porque então pagou? O texto diz: "Mas, para que não os escandalizemos..." (Mt 17:27). Essa disposição de abrir mão dos direitos pessoais em favor dos outros é uma características marcante de Jesus. Ele não precisava pagar, mais pagou! E fez mais, pagou para si mesmo e também para Pedro (Mt 17:27b). Esse gesto demonstra a ENORME GENEROSIDADE de Jesus Cristo.

A palavra escandalizar, no grego “skandalizo”, pode significar uma pedra de tropeço ou obstáculo no caminho, sobre o qual outro pode tropeçar e cair. Veja que Jesus estava preocupado com os outros. Ele não queria ser pedra de tropeço. Na Bíblia nós, os cristãos, somos instruídos a "que consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras" (Hb 10:24). Através desse texto aprendemos que todos nós, de alguma forma, somos responsáveis pelo nosso irmão. Existirão momentos que teremos de abrir mão do nosso “direito” para que nossos irmãos na fé não caiam, ou se desanimem.

Pense nisso, mesmo estando certo, existirão momentos que para não escandalizar o nosso irmão em Cristo precisaremos ceder. Faça isso quando for preciso! Seja diferente. Vivemos num mundo onde todas as pessoas querem fazer seus direitos a todo custo. Ninguém quer ceder. É a lei do que fala mais alto. Não estamos querendo dizer que é errado você lutar por seus direitos, o problema é que para isso muitos passam por cima de quem for; não medem conseqüências. Acho que o modelo de Jesus não é o mais popular hoje.

Porque será que Ele insiste em remar contra a maré?

***

Fonte: Eleilton William de Souza Freitas

terça-feira, 24 de novembro de 2009

É possível um cristão ser totalmente santo, aqui neste mundo?

Nenhum comentário:

“A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. (I Co 15:52b)

Ao nos rendermos a Cristo, fomos salvos da penalidade do pecado, e, então, entramos no processo de santificação. Nesse processo, estamos gradualmente sendo salvos domínio do pecado, tornando-nos cada vez mais parecidos com Cristo. Mas chegará o dia em que seremos completamente salvos da presença do pecado e plenamente santos. Quando isso ocorrerá?

É possível um cristão ser totalmente santo, aqui neste mundo? Pode o crente em Cristo chegar a um ponto, nesta vida, em que não peque mais? Textos como Mateus 5:48, que diz: “Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste”, ou, ainda, como I João 3: 9, que afirma: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado”, levam alguns a concluírem que é possível, sim, ter uma vida sem pecado neste mundo. Essas pessoas chegam a afirmar que todo cristão é perfeito, desde o dia em que foi regenerado. Será?

A pesquisa bíblica e a experiência da vida cristã nos mostrarão o contrário disso! Mas, enfim, quando se dará a plenitude da santificação pessoal? Essa pergunta tem causado grandes controvérsias, tem dividido as opiniões de vários pensadores cristãos, ao longo da história da igreja. Como podemos respondê-la? O que a Bíblia Sagrada nos ensina a respeito deste tema?

Vejamos dois pontos essenciais.

1) A santificação pessoal jamais será plena nesta vida:

Jamais podemos entender o já citado texto de Mateus 5:48 fora de seu contexto. Esse versículo faz parte do sermão da montanha. Jesus havia mostrado, um pouco antes, nas bem-aventuranças, que fome e sede de justiça seriam uma marca sempre presente nos seus discípulos. E, no capítulo seguinte, ensina que os discípulos deveriam sempre pedir perdão pelos pecados. “A fome de justiça e a oração pelo perdão, sendo contínuas, são indicações claras de que Jesus não esperava que seus seguidores se tornassem moralmente perfeitos nesta vida”.

Quando Jesus ordena aos discípulos a serem perfeitos como o Pai no céu é perfeito, estava apenas mostrando qual é o padrão de pureza moral que eles deveriam desejar e perseguir. O Mestre não estava afirmando que poderiam ser perfeitos neste mundo. Semelhantemente, a afirmação de João de que todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado não quer dizer que uma pessoa convertida torna-se moralmente pura, mas que, sendo filha de Deus, não deve viver na prática contínua e habitual do pecado.

Portanto, o ensino de que alguém pode ficar completamente isento de pecado nesta vida é falso e antibíblico, pois não há nenhum versículo na palavra de Deus que indique claramente essa possibilidade. Pelo contrário, há vários versículos, tanto no Antigo Testamento (I Re 8:46; PV 20:9; Ec 7:20) quanto no Novo Testamento (Tg 3:2; I Jo 1:8,10), que são claros em afirmar que não somos capazes de sermos moralmente perfeitos nesta vida, pois, embora sejamos livres da escravidão do pecado, este continua presente em nós.

Em toda a nossa caminhada na terra, o pecado exercerá influência sobre nós (Rm 6:12 13; I Jo 1:18). Isso é claro no ensino de Cristo: “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas [pecados] assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mt 6:11-12). Observe que, da mesma maneira que a oração pelo pão de cada dia oferece o padrão de uma oração que deve ser feita todos os dias, também a oração pelo perdão dos pecados deve ser uma prática diária na vida do cristão.

O apóstolo João, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” (I Jo 1:8). Com essas palavras, João, de forma absoluta, elimina qualquer possibilidade de ficarmos totalmente livres de pecar em nossa vida. Apesar disso, não podemos usar essa verdade como desculpa para vivermos acomodados diante do pecado. Uma coisa é o pecado viver em nós; outra, bem diferente, é vivermos no pecado. Aliás, a Bíblia é repleta de incentivos a lutarmos contra o pecado e a crescermos espiritualmente.

Paulo, mesmo que estivesse bem à frente de todos nós, na corrida pela santidade, não descansou. Ele disse: “... não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo” (Fp 3:13-14). Não podemos nos acomodar! É preciso avançar na santificação pessoal! “Aquele que começou a boa em nós é fiel e vai completá-la” (Hb 12:2; Fp 1:6).

Quando isso ocorrerá? A resposta está na seqüência deste estudo.

2) A santificação pessoal será plena na volta de Cristo:

O cristão, enquanto vive neste mundo, deve desejar um maior e melhor aperfeiçoamento, através da santificação; contudo, este só atingirá seu ponto culminante quando Jesus voltar nas nuvens dos céus, com poder e grande glória. Todos nós aguardamos esse dia! Com certeza, chegará! Um dia, ouviremos de Jesus: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34).

Afinal, foi o próprio Jesus quem prometeu: “Vou preparar-vos lugar. E seu eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estou estejais vós também” (Jo 14:2-3). Nesse dia, todos aqueles que, com insistência, avançam na santificação pessoal serão recompensados! Paulo nos diz que, “quando ele se manifestar, também nós nos manifestaremos com ele, em glória” (Cl 3:4) Então, acontecerá a plenitude da santificação em nós, porque, como Cristo é, nós seremos (I Jo 3:2).

A realização desse precioso fim do processo santificador é conhecida, teologicamente, como a glorificação, e significa que seremos semelhantes a Cristo em sua glória. Em seu retorno, Jesus transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso (Fp 3:21). Nessa ocasião, todos os que morreram em Cristo serão levantados e transformados juntamente com os cristãos que estiverem vivos. Em sua primeira carta aos Coríntios, Paulo mostra a diferença entre o corpo atual e o ressurreto.

(a) O corpo atual é corruptível, sujeito ao pecado, a doenças e à morte; o corpo ressurreto será incorruptível e imortal, imune ao pecado, a doenças, à deterioração (I Co 15:42,53).

(b) O corpo atual é semeado em desonra; o corpo ressurreto será glorioso (I Co 15:42).

(c) O corpo atual é fraco; o corpo ressurreto será poderoso (I Co 15:43).

(d) O corpo atual é físico; o corpo ressurreto será espiritual (I Co 15:44).

Então, seremos totalmente livres da presença do pecado em nós e o processo de salvação estará completo.

O apóstolo João afirma que “ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Mas, devemos saber que, quando Cristo se manifestar, seremos semelhantes a ele” (I Jo 3:2); no entanto, segue dizendo que “todo aquele que tem essa esperança, deve purificar-se a si mesmo, como também Jesus é puro” (I Jo 3:3). Portanto, meus amados irmãos, “sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” (I Co 15:58).

Nesta vida, sofremos por nos sentirmos incompletos; porém, temos uma grande certeza: a trombeta soará e Jesus aparecerá nas nuvens do céu; os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e seremos transformados em sua glória. Mas, enquanto ele não volta para fazer-nos plenamente puros e santos, qual deve ser nossa atitude?

Devemos esperar a plenitude da santificação pessoal com convicção.

A promessa da vinda de Jesus é referida mais de 300 vezes, no Novo Testamento. Por isso, Pedro, no capítulo 3 de sua segunda carta, deixa-nos claro que podemos ficar seguros quanto ao retorno de Cristo, pois foi Deus quem prometeu, e ele cumpre suas promessas. Podemos ter convicção de que o Senhor voltará e seremos perfeitos como ele. Por isso, devemos viver aguardando, e desejando ardentemente a vinda do Senhor (II Pe 3:12), certos de que aquele que começou a boa em nós vai completá-la (Fp 1:6).

Devemos esperar a plenitude da santificação pessoal com vigilância.

A convicção da volta de Cristo nos leva à vigilância, quanto a nossa santificação pessoal. Pedro nos chama à atenção, ao usar a expressão “virá como ladrão” (II Pe 3:10), numa clara referência ao sermão profético, quando Jesus afirmou: “Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias” (...). “Bem aventurados aqueles servos a quem o senhor, quando vier, os encontre vigilantes” (Lc 12:35,37). Ele disse, ainda: “Eu venho logo. Guardem o que vocês têm, para que ninguém roube de vocês o prêmio da vitória” (Ap 3:11 - NTLH).

Devemos esperar a plenitude da santificação pessoal com empenho.

Na afirmação de Pedro: “Esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis” (II Pe 3:14), a expressão “empenhai-vos” pode ser traduzida por “esforçai-vos, ocupai-vos”. Enquanto aguardamos a plenitude da santificação, devemos empenhar-nos ao máximo para vivermos uma vida piedosa e santa, que seja digna da glória futura. Esse empenho diz também respeito a apressarmos a vinda do Senhor, através da evangelização dos que nunca ouviram as boas novas (II Pe 3:12; Mt 24:14).

Aleluia! Nosso Senhor em breve voltará, e seremos transformados, livres, para sempre, da presença do pecado em nós, e nos tornaremos semelhantes ao Filho de Deus. Então, a nossa salvação estará completa. Mas, enquanto a plenitude não chega, “vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória” (Tt 2:12-13). Com convicção, vigilância e empenho, unamo-nos todos em uma só voz, para dizer:

"Amém, vem Senhor Jesus!" (Ap 22:20 - NTLH).

***

Uma luta constante

Nenhum comentário:

Jailton Sousa Silva


"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”(Efésios 6.12).

Peço a você que, neste momento, pare um pouco e reflita em cada palavra desta devocional. Deus, verdadeiramente, conhece cada detalhe da sua vida e tem planos ideais e valorosos para você. Ele, mais do que ninguém, sabe que você está no meio do “fogo cruzado” e quer que você veja, pelos olhos da fé, os perigos desta “guerra espiritual” que envolve principados, potestades, príncipes e hostes espirituais da maldade.

Esta é mais perigosa do que os conflitos travados nas ruas de Honduras e nas favelas do Rio de Janeiro, pois se estende além daquilo que é aparente, e envolve todos os aspectos da nossa vida: pessoal, conjugal, relacional, profissional etc.

Não pense, portanto, que nesta luta, você é apenas um mero expectador, pois está completamente envolvido; não importa se você é uma criança, jovem, ancião, rico, pobre, branco, mestiço, negro, índio etc., você está no centro da batalha!

E agora, o que fazer? A Bíblia (a nossa única e eficaz fonte de estratégia contra o inimigo) nos responde:
“Fortalecei-vos no Senhor... Revesti-vos de toda armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do Diabo” (vs.10,11).
Deus está alertando eloqüentemente a esta geração a permanecer firme! Deus está chamando-a ao absoluto preparo, pois a batalha é constante!

Se para os nossos irmãos da geração Paulina o inimigo usava artifícios sanguinários tais como, a crucificação, a fogueira, o coliseu e muitas outras formas de perseguição, agora, porém, a guerra está ainda mais “esmagadora”! A “pornografia digital” e “impressa”, bem como “expressa” na mídia tem desvirtuado a muitos soldados cristãos em todo o mundo.

O inimigo está ensinando e motivando esta geração a não apenas participar, como também a compactuar, com muita normalidade, da corrupção.

Sexo depois do casamento, na mente de muitos, é “coisa do passado”. Aliás, o próprio casamento está perdendo o seu verdadeiro sentido, pois a união que deve ser feita entre pessoas de dois sexos diferentes (homem e mulher), agora é extensiva a “homem com homem” e “mulher com mulher”. Sem contar ainda, os casamentos dilacerados pela infidelidade.

Onde está o temor a Deus! Onde estão os cristãos dispostos a se entregar de “corpo e alma” em defesa do santo evangelho de Cristo?!

São vários os artifícios que Satanás usa para lhe atingir. Tenha muito cuidado! O campo de batalha é grande e pode estar minado por terríveis armadilhas. Você poderá se defender de todas elas se usar as armas que Deus colocou à sua disposição.

Cinja-se com a verdade e vista-se da justiça. Não hesite em calçar os pés com o evangelho e se proteja com o escudo da fé. Ponha o capacete da salvação o qual é a Palavra de Deus e não cesse de orar, muito menos, de vigiar! Você tem tudo, digo, tudo mesmo para ser vitorioso! Ao seu lado está o comandante invencível e suas armas são as mais eficientes do mundo! Somente seja perseverante na oração e na vigilância, usando por base, as seguintes palavras:
Orando em todo o tempo com toda oração e súplica no Espírito.



Fonte: Mis Jailton Sousa Silva (Setor Maranhense)

Curas? É comigo mesmo! Te levar a Salvação? Isso já é outro departamento....

Nenhum comentário:

Danilo Miguel


Estive eu ontem, depois de um dia corrido com os preparativos para o I E.E.B.A., descansando um pouco e assistindo televisão - se é que dá pra descansar assistindo TV. Passeando pelos canais, em horário nobre, passei de raspão pelo programa de um notável tele-alguma-coisa-que-não-evangelista, o sr. Romildo Ribeiro Soares, que prefere ser chamado de R. R. Soares.

No momento que passei por lá ele estava apresentando um quadro chamado "Missionário Responde", ou algo parecido com isso, em que são gravadas perguntas nas ruas, por sabe-se lá que tipo de pessoas, se pagas pela igreja (igreja?) ou se espontâneas. Uma das duas perguntas foi a seguinte: "Missionário, o que o senhor acha das pessoas que não se preocupam com as almas?". Eu notei um certo sorriso no rosto do que perguntou, não sei se foi ironia ou apreensão por estar na TV. Enfim...

O nobre senhor, ao ter sua imagem novamente estampada na TV, respondeu com um riso - não sorriso, riso mesmo! - dizendo que "... eu não me preocupo com as almas, porque alma tem um monte de jeito: alma perdida, alma penada...". UAU! O cidadão é hoje o brasileiro de maior exposição na mídia, o que permanece mais tempo na TV, usando o nome de Deus através de sua igreja (igreja?) e ele simplesmente não se preocupa com a alma (leia-se salvação) das pessoas! O que ele está fazendo então, além de enriquecer às custas do povo?

O mais engraçado, se não fosse trágico, estava por vir e eu não imaginava. Disse o nobre animador de plateia que sua preocupação está em cumprir a palavra do senhor (não sei que palavra e não sei que senhor) que é de pregar o evangelho que, pelo visto, não é o mesmo que eu conheço, de curar enfermos, libertar as pessoas, etc... Ainda citou algumas de suas relevantes obras como uma senhora que foi curada de algo, outro senhor que foi liberto de um vício e assim por diante.

Em momento algum, NOTE, em momento algum ele disse que as pessoas precisam se preocupar em ser salvas ou que o Senhor Jesus morreu na cruz para nos livrar da condenação do pecado. Falar em mudança de vida, claro, é exigir demais, muito além da capacidade ou da profundidade da teologia maldita, desgraçada e vazia deste nobre cavalheiro.

Ah!, senhor Romildo! NUNCA se esqueça das Palavras do próprio Senhor Jesus Cristo: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus." (Mateus 7:21).

Eu seu, eu sei! O senhor certamente está se justificando: "mas eu faço a vontade de Deus, veja minhas obras.". Maravilha! Suas obras estão ai, para todo mundo ver. Mas, bem sabe o senhor que o pronunciamento do Senhor não para por aí. Ele continua: "Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?" - Mateus 7:22

WOW! Vamos a um check list? O senhor profetisa? Sim! O senhor expulsa demônios? Sim! O senhor cura enfermos? Todo mundo sabe que sim! O senhor faz maravilhas? Sim! Vamos ver agora o que Jesus diz, na sequencia?

"E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." - Mateus 7:23

Senhor Ribeiro, não sejamos tolos em achar que o erro está no curar enfermos, expulsar demônios ou seja lá o que for. Definitivamente não! O problema, senhor missionário, está em o que fazemos com isso, qual a finalidade. Tal poder, para realizarmos milagres, prodígios e maravilhas foi-nos concedido pelo Senhor para usarmos disto simplesmente para apontarmos o Caminho, Jesus Cristo, não para nos tornarmos showman's ou fazer riqueza com isso.

O Senhor não entregou sua vida no Calvário, passou por dor e sofrimento somente para nos curar ou nos libertar. Há algo além, há algo muito maior que isso. Na Cruz, somos expostos à vergonha por nossos pecados, nossas falhas, nossa ignorância. Mas é na Cruz, também, que tivemos nossa dívida cancelada, essa mesma dívida que nos expunha à vergonha e nos conduzia à morte eterna. Jesus não morreu para fazer espetáculo! Jesus não morreu para se fazer conhecido!

Jesus Cristo morreu para nos salvar! Jesus Cristo morreu, e designou pessoas - e isso inclui e mim e ao senhor - para anunciar Suas boas novas, que consistem em: antes estávamos fadados ao inferno, hoje somos livres e temos a salvação! Jesus Cristo morreu porque se preocupava com as almas, inclusive a sua, senhor R. R.!

Por favor, senhor Soares! Antes que seja tarde reveja seus conceitos e, ao invés de se preocupar em ver um caroço sumir ou uma dor de cabeça desaparecer, comece a se preocupar com o destino dessas tantas pessoas que te assistem e que sustentam todo luxo ostentado pelo senhor, inclusive pagando seus muitos programas de televisão. Comece a levar a sério a Palavra do Senhor! E, se nada disso valor, preocupe-se pelo menos com SUA alma!

Sinceramente,

Danilo Miguel
www.semforma.com

***

Fonte: Sem Forma