sábado, 6 de fevereiro de 2010

O SENHOR é a minha força e o meu escudo

Juan Carlo e sua mãe Sonia agradecendo a Deus pelo livramento


O artigo de hoje é um testemunho da ação de Deus em favor de seus filhos amados. Na foto, junto com sua mãe está o irmão Juan Carlo Paulucci Dias, que neste último dia 8 de janeiro de 2010 acabou fazendo parte de uma triste estatística que assola o município do Rio de Janeiro, a de pessoas atingidas por balas perdidas em confronto entre traficantes e a polícia.

Nosso irmão em Cristo, Juan Carlo, foi atingido na cabeça por estilhaços de uma bala de fuzil, a bala passou a milímetros da cabeça do irmão. Juan agradece e reconhece que só o Senhor Jesus foi o responsável por ele ainda estar vivo. Neste último sábado dia 6 de fevereiro testemunhou à frente, na Igreja, o grande livramento dado pelo Senhor Jesus. Muito emocionada, sua mãe também agradeceu a Deus por ter guardado e desviado a bala, que certamente, pela trajetória, atingiria em cheio a cabeça de seu filho. O fato ocorreu na sexta-feira dia 8 de janeiro. Juan ficou internado no Hospital Salgado Filho, no Méier, Rio de Janeiro, e teve alta no dia 12 de janeiro.
Leia parte das reportagens:

Tráfico mata quatro inocentes na Zona Norte

Comboio com 60 bandidos armados espalha terror por cinco bairros, atacando policiais e atirando a esmo, antes de tentar invadir favela dominada por quadrilha rival

Um comboio de traficantes armados, atirando a esmo, espalhou o terror por cinco bairros da Zona Norte no fim da noite de sexta-feira. Quatro pessoas inocentes morreram, vítimas de bala perdida, e duas foram feridas durante a ação criminosa. A ‘carreata do mal’ — formada por cerca de 60 homens de seis favelas em pelo menos 12 veículos de grande porte — saiu do Morro do Cajueiro, em Vicente de Carvalho, para tentar tomar as bocas de fumo de rivais do Morro da Serrinha, em Madureira. A invasão não ocorreu porque a polícia montou um cerco na região.

Em Tomás Coelho, no retorno da Avenida Martin Luther King, os bandidos se depararam com uma patrulha da PM, que verificava a documentação de um casal numa motocicleta em frente a um posto de gasolina. De pé sobre a caçamba de uma picape, bandidos descarregaram fuzis na direção dos PMs, que não tiveram tempo para reagir.

Soldado do Batalhão de Guardas do Exército, Juarez Costa Júnior, 20 anos — que fora levar o documento da prima, parada pelos PMs —, foi morto com tiro nas costas, na Rua Silva Vale. O motorista de frete Diogo Costa Moreira, 29, morreu dentro da Kombi que dirigia. No ataque, Victor Lopes Guimarães, 22, levou um tiro na barriga e Juan Carlo Paulucci Dias, 31, foi atingido por estilhaços na cabeça. Victor está internado em estado grave no Hospital Salgado Filho, no Méier. Juan deve receber alta hoje.

Mais de 20 clientes estavam no Posto São Rafael quando começou o tiroteio. “Aqui virou uma praça de guerra, uma correria só. Os dois PMs, coitados, se jogaram ao chão. E o pior é que os bandidos ainda pegaram o retorno e fuzilaram o posto”, contou José Manuel, dono do estabelecimento.

O terror se repetiu no Largo de Vaz Lobo, para onde os bandidos seguiram. No cruzamento da Estrada Vicente de Carvalho com Avenida Edgar Romero, o bando disparou para abrir caminho entre os carros parados no sinal. Tiros atingiram a cabeça da cabeleireira Rita Gonçalves da Silva, 40 anos, e o segurança de rua Marcelo Lopes da Costa, 25, que estavam em um bar na esquina da Rua Macunaíma. Rita foi socorrida pelo filho de 19 anos, alertado pelo cunhado da mãe que escapou das balas. Levada para o Hospital Getúlio Vargas (Penha), ela não resistiu. Marcelo morreu no Hospital Lourenço Jorge (Barra). Leia na íntegra...

(...) No ataque, morreram Rita Gonçalves, Marcelo Lopes da Costa, Diogo Costa Moreira e Juarez Costa Junior. Internado em estado grave no Hospital Salgado Filho, o percursionista Victor Lopes Guimarães, 22, mandou recado para os integrantes do grupo de pagode Tipo Arte: “Obrigado pela força e podem ter certeza de que vou voltar”. Ele perdeu o baço e teve o intestino perfurado por tiro de fuzil, quando seguia para o bar onde o grupo iria se apresentar. Também permanece internado Juan Carlo Paulucci Dias, 31, ferido por estilhaços na cabeça. Ele deve receber alta hoje. Leia na íntegra...

Quatro pessoas morreram e três ficaram feridas numa madrugada de violência promovida por traficantes, em diferentes pontos da zona norte do Rio de Janeiro. Segundo a polícia, bandidos armados da Vila Cruzeiro, na Penha, e do Morro do Cajueiro, em Madureira, tentaram invadir o Morro da Serrinha, em Vaz Lobo.

Houve tiroteio entre os criminosos, e um casal – Rita Gonçalves da Silva, de 40 anos, e Marcelo Lopes Costa, de 25 – foi baleado quando saía de um salão de festas, onde ocorria um casamento. Ambos chegaram a ser levados para um hospital, mas não resistiram.

Em outro ponto da cidade, traficantes armados passavam em oito carros pela Avenida Pastor Martin Luther King, em Inhaúma, quando se depararam com um carro da PM que patrulhava a região. Houve troca de tiros e o motorista de uma Kombi, Diogo da Costa Moreira, de 28 anos, acabou atingido e morreu.

Outros três pedestres também foram atingidos por balas perdidas: Vítor Lopes Guimarães, de 23 anos; Juarez Costa Júnior, de 20; e Juan Carlo Paulucci Dias, de 31. Os feridos foram socorridos por policiais militares e levados para o Hospital Salgado Filho, no Méier. Juarez não resistiu aos ferimentos e morreu na sala de cirurgia.

A polícia ainda não sabe se os crimes têm relação. Leia na íntegra...


Queremos agradecer a Deus pela vida do irmão Juan Carlo e glorificar o nome do Senhor, pois sabemos que Ele proporcionou um grande livramento ao irmão. Que Deus continue te abençoando Juan, e ti guardando, todos os dias. Confia Nele pois:

“O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra”. Salmo 34:7

“Confiam no SENHOR os que temem o SENHOR; ele é o seu amparo e o seu escudo”. Salmo 115:11

“O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra”. Salmo 34:7

“o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte e o meu refúgio. Ó Deus, da violência tu me salvas”. 2 Samuel 22:3

“O SENHOR é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia, nele fui socorrido; por isso, o meu coração exulta, e com o meu cântico o louvarei”. Salmo 28:7

GLÓRIAS A DEUS! BENDITO SEJA O NOME DO SENHOR JESUS CRISTO!

***

PC@maral

Um comentário:

  1. Dsa. Mirian Mendesdomingo, 07 fevereiro, 2010

    Diácono Paulo Amaral, parabéns pelo lindo trabalho que tens feito, com certeza voce tem sido um instrumento nas mãos de Deus.Temos o privilegio de conhecer voce e sua familia que são bençaos para nossa Igreja em Piedade.Deus continue te capacitando e lhe dando sabedoria para ser sempre um canal de bençaos.Um grande abraço com a paz de Cristo. Dsa. Mirian/Pres.Sofap/Piedade-rj

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.