sexta-feira, 5 de março de 2010

MP denuncia casal Garotinho de desviar R$ 410 milhões em verba pública

Por: Gabriel Mandel


O Ministério Público denunciou, nesta quinta-feira, por ato de improbidade administrativa os ex-governadores do Rio Anthony Garotinho e Rosinha Mateus, e mais 86 pessoas, acusados de envolvimento em um mega esquema que desviou R$ 410 milhões dos cofres públicos. A ação afirma que o duto utilizado foi contratação de ONGs e empresas de fachadas de 2003 a 2007.

Principal acusado, ao lado da esposa Rosinha, Garotinho afirmou em seu blog ação civil pública, distribuída à 3ª Vara de Fazenda Pública, que pretende - em vão - desmoralizá-lo eleitoralmente.

Ainda em nota, o ex-governador informou que a juíza Mirella Letízia Guimarães Vizzini, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio, determinou a quebra do sigilo bancário e o bloqueio dos bens do casal ex-governador.

A investigação foi feita durante dois anos pelas promotorias de Justiça de Tutela Coletiva da Cidadania.

O esquema

De acordo com a investigação, a fraude usava a empresa Fundação Escola de Serviço Público (Fesp) como contratante - sem licitação - para as secretarias estaduais de Educação, de Segurança Pública e de Saúde, o Instituto Vital Brazil, o Detran, a Cedae e a Suderj.

A Fesp, em particular, é acusada de firmar contratos com 14 ONGs. Ainda segundo a investigação, quatro delas foram responsáveis pelo desvio de R$ 63 milhões e parte da verba seria destinada a gastos para pré-candidatura de Garotinho em 2006.

As investigações afirmam que as atividades ilegais começaram a partir de um decreto de 2003, no qual ficou estabelecido que todos os contratos de prestação de serviços só seriam aprovados com autorização da então governadora do Rio, Rosinha.

Família Secco

As organizações investigadas seriam comandadas pelo empresário Ricardo Secco. Além dele, também foram denunciados a atual mulher, Angelina Direnna Secco; a ex-mulher Silvia Regina Fialho Secco; e os filhos, a atriz Deborah Secco, Bárbara Fialho Secco e Ricardo Fialho Secco. Todos, de acordo com o Ministério Público, estariam envolvidos.

A assessoria de imprensa da atriz afirmou que nem Deborah e nenhum membro da família recebeu notificação. A artista soube da denúncia através da imprensa, mas afirmou que está tranquila e que sempre cumpriu seu dever como cidadã.

***

Fonte: Jovem PAN, via Púlpito Cristão

Leia mais:

Jovem Pan - Deborah Secco é denunciada com casal Garotinho

Jovem Pan - Justiça bloqueia bens do casal Garotinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PCamaral, Palavra de Deus, Teologia, Estudos, Evangelho, Reflexões, Bíblia Sagrada, Estudos Bíblicos, Mensagens Bíblicas

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de publicá-los ou não caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.