terça-feira, 6 de abril de 2010

Geólogo diz que tragédia no Rio era 'bola cantada no meio técnico'

Para ex-diretor do IPT paulista, questão não é de falta de investimentos. Falta de programa habitacional, com terrenos acessíveis, é o problema.

A tragédia nas encostas do Rio era uma “bola cantada pelo meio técnico”, segundo o geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos, ex-diretor do Instituto de Pesquisa Tecnológica, em São Paulo. Especialista em Serra do Mar, ele afirma o que aconteceu no Rio e em Angra dos Reis, no início deste ano, pode acontecer, potencialmente, em todas as cidades ocupadas por critérios técnicos inadequados, em áreas naturalmente estáveis, na extensa região que vai de Santa Catarina ao Espírito Santo.

Segundo o geólogo, não se trata falta de dinheiro e nem é possível falar em irresponsabilidade de autoridades públicas em investimentos nesses locais. Para ele, pessoas que vão morar nesses terrenos “não estão indo para lá porque querem morrer”, mas sim porque não tem dinheiro para comprar terrenos dentro de suas possibilidades em outros lugares mais seguros.
“Se você não tiver programas habitacionais, em condições de oferecer moradias boas e seguras, dentro da mesma faixa de preço, você vai continuar enxugando gelo”, alerta o ex-diretor do IPT.

***

Fonte: G1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.