terça-feira, 25 de maio de 2010

Caminhar com Jesus

Por PC@maral


Caminhar com Jesus nem sempre é uma tarefa das mais tranqüilas para o homem. Haverá momentos em que enfrentaremos tormentas e aflições. O próprio Senhor Jesus já havia alertado aos seus discípulos que “(...) No mundo, passais por aflições;”, Jesus prossegue, encorajando, consolando e dando ânimo a seus seguidores, “mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” Se Ele venceu, então, nós, se andarmos com Ele, como Ele andou, venceremos também.

O grande problema é a tendência do homem em buscar o caminho mais fácil, o caminho mais largo, a porta mais larga. Quando Jesus disse a seus seguidores que “Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne” (Jo 6:51), eles não entenderam, ficaram escandalizados, e, mais ainda, quando Jesus prosseguiu: “Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos.” (Jo 6: 53).

Como Jesus pode dar-nos o seu corpo para comermos e o seu sangue para bebermos? Comer o Pão vivo e beber o sangue significa aceitar Cristo em nossa vida e unirmo-nos a Ele. Isso é feito de duas formas: Primeiro: crendo em sua morte [o sacrifício do corpo] e em sua ressurreição. Segundo: consagrando-se para viver como Ele ordena. Na dependência de seu ensino para a nossa orientação e na confiança de que o poder do Espírito Santo está, e estará, presente em nossa vida.

Comer o corpo e beber o sangue significa assumir um compromisso sem volta, “Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá.” (Jo 6:56). É afirmar: Agora não vivo mais eu mais Cristo vive em mim! O discurso era difícil de entender. Muitos se escandalizaram e deixaram de segui-lo. Alguns permaneceram e creram verdadeiramente.

Hoje em dia, muitas pessoas deixam de caminhar e viver com Jesus. Essas pessoas ingressam em uma comunidade cristã, participam dos trabalhos, mas não prosperam, não entendem e rejeitam o convite do Senhor. Outras fingem segui-lo indo à igreja para melhorar a sua condição social, para ter aprovação de amigos, para ter a aprovação de familiares, e, alguns até, para estabelecer contatos comerciais.

O Senhor Jesus, coloca a nossa disposição somente duas respostas verdadeiras a serem dadas: ou nós aceitamos ou rejeitamos. Muitos estavam caminhando com Jesus, mas após este discurso, grande parte o abandonou. Jesus então se volta para seus discípulos e lhes pergunta se também queriam deixá-lo, Pedro então responde por todos: “Para quem iremos nós?”

Não existe outro caminho! Não existe outro companheiro de jornada como Jesus! Embora o conhecimento tenha aumentado assim como a tecnologia dos dias atuais, apesar de toda a informação no mundo e a despeito de se terem tantos homens e mulheres inteligentes, filósofos, escritores, sábios, só Jesus tem palavras de vida eterna. As pessoas procuram, buscam incessantemente esta vida por toda a parte, mas, estas mesmas pessoas não querem andar com Jesus, não querem caminhar com Cristo, elas não buscam Jesus, a única fonte de vida eterna.

Se já lhe apresentaram Jesus, e você está iniciando sua caminhada, ou ainda não deu o primeiro passo, eu te convido a caminhar com Cristo. Mesmo que venham as lutas, as tempestades e aflições, agarre-se a Ele, e confie Nele, pois somente Ele tem poder para te levar, no final, a desfrutar a verdadeira vida eterna.

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve." (Mt 11:28-30)

Que Deus nos abençoe!

***

PC@maral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PCamaral, Palavra de Deus, Teologia, Estudos, Evangelho, Reflexões, Bíblia Sagrada, Estudos Bíblicos, Mensagens Bíblicas

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de publicá-los ou não caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.