sábado, 28 de agosto de 2010

Quando tirar uma foto salva uma vida.

Entre as nobres missões do jornalismo está a de ajudar as pessoas. É com esse espírito que muitos profissionais encaram a profissão. E como um anjo da guarda, o repórter fotográfico Epitácio Pessoa mais do que ajudou um rapaz. Pela história, Epitácio salvou-lhe a vida. O caso aconteceu na cidade de Lorena, no Vale do Paraíba.

Foto: Epitácio Pessoa/AE

A equipe do “Estado” que contava também com o repórter José Maria Tomazela e o motorista Antônio Julio Filho, fazia um reportagem sobre as condições do Rio Paraíba do Sul. Eis que um rapaz, amarrado e aos gritos, tentava se livrar de duas pessoas no meio da estrada de terra. Com a chegada do veículo do jornal, os homens desistiram de cumprir o plano, que segundo a vítima, seria a execução. Adriano Carlos Gonçalves da Silva, de 19 anos, foi retirado do local pelos próprios jornalistas e conduzido à delegacia.

Foto: Epitácio Pessoa/AE

***

Fonte: Entre cliques

Um comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.