domingo, 15 de julho de 2012

Falando a Verdade para Homens que Amam a Mentira

“E então? Você deveria buscar coisas especiais para você? Não as busque; pois trarei desgraça sobre toda a humanidade’, diz o Senhor, ‘mas eu o deixarei escapar com vida onde quer que você vá’ ". (Jeremias 45:5)

Alguma vez você já leu um livro e teve vontade de conhecer o autor? Eu tenho lido o livro de Jeremias e tenho vontade de conhecer Baruque, o homem que registrou as profecias de Jeremias. Os capítulos 36 e 45 revelam o caráter desse homem por trás da caneta, que arriscou sua carreira, sem contar sua vida, escrevendo cuidadosamente e exatamente as palavras de Deus como elas haviam sido dadas a Jeremias.

Em Jeremias 45, vemos de relance a natureza do coração de Baruque. Ele era um escriba respeitado (uma pessoa que lia, escrevia e ensinava). Deve ter sido tentador buscar grandes coisas para ele mesmo, já que os escribas eram altamente honrados naqueles dias. Por que não fazer as coisas com segurança e ser apenas o melhor escriba da cidade? Por que buscar problemas apresentando todas essas palavras a uma nação que tinha claramente a intenção de rejeitar a Deus e suas palavras? Você disse, ‘Ai de mim! O Senhor acrescentou tristeza ao meu sofrimento. Estou exausto de tanto gemer, e não encontro descanso’ (Jeremias 45:3)

Mas Deus falou com Baruque através de Jeremias e disse: “E procuras tu grandeza para ti mesmo? Não as procures; porque eis que trarei mal sobre toda a carne, diz o Senhor; porém te darei a tua alma por despojo, em todos os lugares para onde fores” (45.5)

Depois de Baruque registrar a mensagem de Deus, foi enviado para ler as palavras ao povo, pois Jeremias era prisioneiro e não podia “entrar na casa do Senhor” (36.5). Baruque leu bravamente em voz alta para o público e para os oficiais (36.10,13-20). O rei Jeoaquim ouviu a mensagem e, à medida que cada página era lida, ele a cortava com uma faca e queimava (36.23). Ele queria prender Jeremias e Baruque, mas o Senhor os livrou (36.26).

Há um preço a ser pago se nós, assim como Jeremias e Baruque, quisermos falar a verdade para aqueles que amam a mentira. O diabo tentará nos distrair, tentando-nos a buscar as honras e o reconhecimento do mundo. Talvez céticos e perseguidores tentarão destruir a palavra de Deus, ou talvez a faca de um estudante religioso tente cortá-la em pedaços. Mas, assim como no caso de Jeremias e Baruque, Deus preserva sua palavra (36.32). Jeremias e Baruque simplesmente reescreveram tudo novamente.

Às vezes nós temos de nos levantar e defender a palavra de Deus e os seus princípios diante daqueles que não querem ouvir. Que sejamos como Jeremias e Baruque, comunicando fielmente as palavras de Deus, não importando a recompensa nem a reação das pessoas.

Fonte: Bíblia de Estudo Diário da Mulher via Sou da Promessa compartilhado no PCamaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.