sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Pornografia - Este Maldito Vicio!

Publicado originalmente em Salve meu Casamento com o título: O maldito vício da pornografia.

Por Dani Marques

Começo esse post com três observações. Primeiro, estou escrevendo para aqueles que entendem a pornografia como algo prejudicial para sua vida e gostariam de se ver livres dela. Segundo, meus textos costumam ser direcionados a casais casados, mas se você é solteiro, leia mesmo assim, tenho certeza que vai te acrescentar de alguma forma. Terceiro, não sei se você é evangélico, católico, muçulmano, espírita ou de qualquer outra denominação. Não importa! Se você é um ser humano, com falhas e imperfeições, assim como eu, invista uns minutinhos nesta leitura!

Vou direto ao ponto! Pornografia: "representação, por quaisquer meios, de cenas ou objetos obscenos destinados a serem apresentados a um público e também expor práticas sexuais diversas, com o intuito de despertar desejo sexual no observador. Quase sempre a pornografia assume caráter de atividade comercial, seja para os próprios modelos, seja para os empresários do setor."

Não podemos negar os fatos. A pornografia é uma realidade no meio cristão, uma realidade epidêmica! Uma pesquisa realizada pelo BEPEC, entre casais evangélicos, revela que 32,03% dos entrevistados possuí o hábito de acessar pornografia. Já entre os jovens solteiros, a porcentagem sobe para 67,21%! E o que explica estatísticas tão altas para um comportamento que aprisiona vidas e destrói relacionamentos? Simples, assim como o cigarro e o álcool, a pornografia é um vício que traz prazer momentâneo e imediato. Os homens estão sempre prontos e desejosos de sexo, ao contrário das mulheres. O dia pode ter sido exaustivo, o corpo pode estar cansado, mas o "dispositivo" sexo permanece intacto. E é assim que funciona com a mulher da pornografia. Ela está sempre pronta e disponível, a qualquer hora do dia ou da noite, e seu emocional nunca será um empecilho, diferentemente da mulher da vida real. Além disso, é uma pessoa sem pudores, disposta a realizar toda e qualquer fantasia, arrancando o homem da vida real e levando-o para uma sedutora "vida sexual surreal".

Pronto, aí está a resposta (que não justifica o erro). Mas enxergo o vício da pornografia como qualquer outro pecado, assim como a irritabilidade, arrogância, murmuração ou legalismo, e sei que Deus pensa da mesma forma. Ele não coloca os pecados em patamares diferentes: "Pornografia = grave e roubar balas = leve". Não, isso não existe! Ele sabe que somos humanos, limitados e pecadores. Sabe que temos as nossas fraquezas. Mas também acredito que para vivermos num relacionamento profundo e cheio de intimidade com nosso cônjuge, noivo, namorado e principalmente com Deus, precisamos nos livrar de algumas coisas. E a pornografia é uma delas.

Mas você pode estar se perguntando: "Qual o problema com a pornografia?" Se você não se incomoda e não acredita no que Deus nos ensina a respeito, continue lendo apenas como informação. Agora, se você costuma dizer que tem fé em Deus, vale a pena saber o que Ele diz sobre o assunto: "Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher (que não seja a sua) para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração." (Mt 5:28) - "Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo" (1 Jo 2:16) - "Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria." (Cl 3:5) - "mas, por causa da imoralidade sexual, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido" (1Co 7:2). O sexo foi criado por Deus para o casamento, como forma de expressão de amor entre homem e mulher, e também para procriação, obviamente. O problema acontece quando o ser humano, na busca incessante por satisfação pessoal, "mete o bedelho" e deturpa o plano original de Deus.

Conheço homens casados que encaram a pornografia como a coisa mais natural do mundo, e além de acessarem quase que diariamente, sentem prazer em enviar a outros homens, induzindo-os ao adultério. Para mim, o nome disso é DESRESPEITO. Desrespeito com sua família, com sua esposa e principalmente com Deus! Ser "macho" com "m" maiúsculo, não significa querer mostrar ao mundo (e a si mesmo) o potencial do seu pênis e seu ávido desejo por sexo, mas sim ter coragem suficiente de sentar com sua esposa, contar o que está acontecendo, pedir perdão e solicitar que ela o ajude a suprir suas necessidades sexuais. Mulheres, se querem ver seus esposos livres da pornografia, estejam abertas a coisas novas! Se você só costuma "fornecer" a ele o tradicional "papai e mamãe" a cada 15 dias (e olhe lá!), também tem uma parcela de culpa nisso. Que tal tentar novas posições? Carinhos diferentes? Aumentar a frequência sexual? Agora falo aos maridos: para que isso aconteça naturalmente, você precisa contribuir com sua esposa, sendo mais carinhoso e ajudando nos serviços de casa.

Bom, mas é importante lembrar que você não é pior ou melhor do que ninguém por não conseguir resistir ao vício da pornografia. Assim como você, eu (e toda a humanidade) também tenho áreas na vida em que preciso lutar diariamente. Todos nós temos! "Como está escrito, não há nenhum justo, nem um sequer... Não há distinção, todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus." (Rm 3:10 e 23). Na verdade, o grande problema está em ser escravo do pecado, ou seja, ter sua vida dominada por ele, conforme Romanos 6: "Nós, os que morremos para o pecado, como podemos continuar vivendo nele? Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado; pois quem morreu, foi justificado do pecado. Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos. Não ofereçam os membros dos seus corpos ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros dos seus corpos a ele, como instrumentos de justiça. Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da lei, mas debaixo da graça."

Como disse o texto, não é pela lei - "Pornografia é pecado!" - que somos libertos, mas sim pela graça de Deus. Busque-o!

Diante disso, muitos dizem: "E então? Vamos pecar porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça?" O mesmo texto de Romanos responde: "De maneira nenhuma! Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça? Quando vocês eram escravos do pecado, estavam livres da justiça. Que fruto colheram então das coisas das quais agora vocês se envergonham? O fim delas é a morte! Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus, o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna. Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor."

Pode ser que você leve um bom tempo para se ver livre da pornografia (ou não), assim como é difícil para alguém que busca superar o vício do cigarro. Mas existe um segredo: "Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês." (Tg 4:7). Ou seja, quanto mais resistir, mas força terá para resistir. E quando não conseguir, deve estar pronto a confessar - “não pequem, se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”. (1 Jo 2.1) - pois assim, acaba com o poder de Satanás, que é enganador e nos deseja fazer acreditar em mentiras como: “eu não fiz nada errado” ou “meu pecado é tão horrível que não posso me achegar a Deus”. Pela confissão sincera à Deus, minha força para lutar contra a próxima tentação aumenta muito, pois sei que o inimigo não tem nada que possa usar como acusação contra mim. Cristo é meu defensor diante do Pai, Ele afirma que fui perdoado.

Quando você for tentado a ver pornografia, seja sozinho ou com a sua esposa, resista: "Se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um só olho do que tendo dois olhos ser lançado no inferno." (Mc 9:47). Calma! Não estou dizendo que você deve arrancar seus olhos, mas sim que: se costuma ficar sozinho a noite vendo TV depois que sua esposa dorme, evite fazer isso. Vá ler um livro! Não fique sozinho no computador quando seus colegas saem para almoçar, saia junto com eles! Se você costuma comprar revistas pornográficas, não compre mais. E se ainda tem algumas, queime-as! Se você possui cadastro em sites pornográficos, descadastre-se! Bloqueie todas os aparelhos de televisão e computadores para tudo o que se relaciona a esse tema. Se você só consegue fazer sexo com sua esposa assistindo pornografia, converse com ela, orem e lutem juntos contra isso, pois se o seu cônjuge não está sendo suficiente para lhe proporcionar prazer, é porque alguma coisa está errada. Resumindo, arranque da sua vida todos os caminhos que te levam a pornografia. Um passo de cada vez, um dia de cada vez.

Para muitos, isso que vou dizer agora vai parecer absurdo, mas contar para sua esposa sobre o seu vício, vai ajudá-lo a se livrar dele. Uma vez li o depoimento de um homem que tinha problemas com pornografia, vejam o que ele disse: "Passei a prestar contas à minha esposa sobre a área da lascívia, e ela tem sido uma imensa fonte de afirmação para mim. Ora por mim, ouve quando conto as lutas ocasionais e jamais me condena. Posso ser sincero com minha esposa, e ela comigo." (George Werwer - diretor internacional de Operação Mobilização, organização missionária mundial com sede em Londres, na Inglaterra). Esposa, lembre-se, você é peça fundamental nesta luta. A sua disposição de ajudar (e não de criticar), fará toda a diferença!

E por fim, assim como qualquer outra pessoa que combate um vício, sua luta será diária. Terão dias mais fáceis e outros mais difíceis, mas o importante é saber que sempre que der uma passo para trás, Deus estará disposto a ajudá-lo a dar dois para frente. Buque forças em oração e na leitura da Palavra. Mais do que ninguém, Deus deseja vê-lo livre de tudo aquilo que te distancia Dele. "Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração." (Jeremias 29:12-13).

Derrame diante de Deus sua dificuldade e o desejo de ser transformado. Ele não te condena, pelo contrário, abre os braços e diz: "Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado." (Lucas 15:22-24)

Fonte: Salve meu Casamento | Compartilhado no PCamaral

Um comentário:

  1. Tema muito delicado e ao mesmo tempo de extrema importância. Revela uma enfermidade espiritual da qual a igreja sente em suas fileiras, sofrendo muitas vezes baixas irrecuperáveis. Somente Deus é capaz de ajudar e curar essa doença que é a pornografia. Excelente texto. Oportuno o alerta. Não se pode mais fechar os olhos para este vicio maldito.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.