quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Vergonha Sentimento em Extinção!

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. (2 Timóteo 3:1-5)

Por Edmilson Mendes

O volume de escândalos aumenta a cada dia. Volume indica repetição. Repetição constrói rotinas. Rotinas geram acomodação. Acomodação forma zonas de conforto. Zonas de conforto estimulam a passividade. A passividade tudo aceita. E aceita caladinha, caladinha.

E o sentimento da vergonha? Some no meio da sequência do parágrafo acima. É tanto deixa-como-tá-pra-ver-como-é-que-fica, que a vergonha é absorvida e evaporada pelas ondas de cinismo e ironia.

Jovens abusados, mulheres malandras, homens descarados, pastores nojentos, turmas hipócritas. Deram as mãos para Hofni e Finéias, os filhos do sacerdote Eli, e vivem dando altas risadas em total deboche com as liturgias dos outros.

Errei, e daí? Pequei, e daí? Ninguém tem nada a ver com minha vida, cuida da sua que eu cuido da minha. É assim que é, com frases raivosas e cheias de razão vai se tocando o chamado samba do crioulo doido. Vergonha? Esquece! Vivemos a geração mais desavergonhada da história.

Com truculências e brutalidades se exige microfones, instrumentos, púlpitos e unções. Pasmos, a tudo assistimos sem entender direito. Como se diz, quanta vergonha alheia…

Me sinto envergonhado pelas minhas falhas, erros, deficiências. Me sinto envergonhado pelo pouco que tento fazer. Recolhido, oro a Deus para que minhas bochechas continuem a mudar de cor denunciando as vergonhas dos meus desvios. Caso contrário, já não restará nem a vergonha, que vergonha!

Paz!

Fonte: Cálice de Vida | Compartilhado no PCamaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PCamaral, Palavra de Deus, Teologia, Estudos, Evangelho, Reflexões, Bíblia Sagrada, Estudos Bíblicos, Mensagens Bíblicas

Todos os comentários serão moderados. Me reservo ao direito de publicá-los ou não caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.